RODA 26″ – 27,5″ – 29″

Neste momento existem 3 tamanhos de roda disponíveis nas bicicletas de BTT. Isto pode parecer confuso, mas se analisarmos todos os prós e contras de cada tamanho vemos que cada tamanho tem o seu utilizador especifico. Iremos aprofundar apenas nas rodas 27.5 e 29, pois as rodas 26 estão já em desuso nas bicicletas de performance.

Existem 3 aspetos fundamentais que definem a roda certa para cada utilizador, o peso, a capacidade de ultrapassar obstáculos e a tracção. No entanto temos sempre de encontrar um bom compromisso entre estes 3 fatores e o aspeto manobrabilidade, quanto maior for a roda menor é manobrabilidade da bicicleta.

PESO

 

No BTT o fator peso é muito importante, depende sempre da modalidade, mas quase sempre temos de ultrapassar subidas com inclinações muito elevadas. Neste momento uma roda 29” é aproximadamente 12% mais pesada que uma 26” e uma 27,5” é apenas cerca de 5%, por isso as diferenças não são significativas.

ULTRAPASSAR OBSTÁCULOS

 

Quando falamos em ultrapassar obstáculos as rodas 29 aqui estão em vantagem, pois conseguem ultrapassar o mesmo obstáculo 6% mais eficazmente que uma 26” enquanto que uma 27,5” é de apenas 4%. Estes valores parecem reduzidos, mas fazem toda a diferença quando o que queremos é chegar ao fim mais rápido, por outro lado temos o factor conforto que também é aumentado.

TRAÇÃO

 

A tração é talvez o aspeto mais importante, pois é com ela que conseguimos impulsionar a bicicleta ao pedalar, por outro lado é um fator muito importante no que toda à segurança e estabilidade da bicicleta. As rodas 29” oferecem uma vantagem de cerca 50% em relação a umas 26” mas em relação a uma 27,5” a diferença reduz-se até um 33%.


CONCLUSÃO

Não é por acaso que as bicicletas de roda 29” são as mais comercializadas em Portugal, por um lado o maior numero de utilizadores de bicicletas de BTT, escolheu a modalidade de XCM (Maratonas), por outro lado, excluindo o factor peso as rodas 29” são as que mais vantagens trazem aos utilizadores. São as que oferecem melhor tração, tanto em retas como em subidas, melhor estabilidade e segurança, mais facilidade em ultrapassar obstáculos como pequenos buracos e raízes.

Mas, não nos podemos esquecer do fator manobrabilidade, se por um lado a roda 29” ganha em quase todos os aspetos, perde largamente no que respeita a este aspeto. Se precisamos de uma bicicleta ágil e fácil de manobrar, aqui a melhor opção é sem sombra de duvida uma 27,5”, pois tem praticamente a mesma manobrabilidade de uma 26” e ainda tem alguns aspetos positivos das rodas 29”. Não é por acaso que quase 100% das bicicletas de Trail, Freeride e DH estão equipadas com rodas 27,5”.

Temos ainda de ter em consideração que dada a geometria dos seus quadros, algumas marcas não possuem rodas 29” em tamanhos pequenos, como é o caso das TREK em que o seu quadro rígido 15,5” só existe com roda 27,5”