A correta afinação da suspensão é crucial para obteres a melhor performance da tua bicicleta de montanha. As suspensões dianteiras e os amortecedores traseiros requerem apenas simples afinações para funcionarem melhor com cada tipo de ciclista, sendo esta informação relevante tanto no caso das bicicletas de montanha rígidas como no caso das de suspensão total. Felizmente, afinar a tua suspensão demora apenas alguns minutos se seguires os passos simples que seguem abaixo.



Calculador de suspensão

Este calculador de suspensão vai-te ajudar a otimizar as configurações da tua suspensão de acordo com o teu peso e estilo de condução. Basta seguires os passos no vídeo ou a lista abaixo.

Leva em consideração que as configurações recomendadas são sugestões de pontos de partida, não valores rígidos que funcionem com todos os ciclistas.

Introdução 


Instruções passo-a-passo

1. A afinação da resistência (sag) deve ser levada a cabo com o cilista totalmente equipado como se fosse andar, incluindo sapatos, capacete e mochila, por forma a garantir precisão.

2. Coloca a compressão do amortecimento na posição “aberto” ao rodar o botão azul da suspensão frontal no sentido anti-horário e a alavanca azul do amortecedor também no sentido inverso aos ponteiros do relógio.

3. Utiliza o Calculador de Suspensão Trek acima para encontrares um bom ponto de partida PSI para a tua bicicleta de montanha e o teu peso. Utiliza a bomba de suspensão para ajustar a pressão PSI do amortecimento de acordo com o teu ponto de partida.

4. Com a bomba de suspensão acoplada, pressiona de forma firme o selim para fazer funcionar o amortecimento. Verifica o manómetro e ajusta novamente a pressão PSI se for necessário.

5. Coloca-te em cima da bicicleta parada com a ajuda de um amigo ou encosta-te a uma parede. Move os anéis de vedação na suspensão e amortecedor para ficarem encostados à zona selada.

6. Sai de cima da bicicleta com cuidado para não exerceres mais compressão na suspensão. Inclinar a bicicleta para um dos lados ajuda nesta tarefa,

7. Mede a distância em milímetros entre os anéis de vedação e a zona selada. Esta é a tua medida de resistência (sag).

8. Utiliza o Calculador de Suepensão Trek para encontrar a tua medida de resistência (sag) ideal em milímetros. Se a medida de resistência (sag) não estiver entre os 2-4mm recomendados, utiliza a bomba de suspensão para ajustar a pressão PSI. Acrescenta ar se o anel de vedação tiver ido muito longe. Utiliza a válvula de escape de ar se não tiver ido longe o suficiente.

9. Utiliza o Calculador de Suspensão Trek para encontrar a configuração de retorno recomendada.

10. Rodar totalmente no sentido horário os mostradores vermelhos na suspensão ou amortecedor até à posição de fechado. A partir daqui, rodar o botão vermelho no sentido anti-horário o número de cliques recomendado.

11. Agora, tens a suspensão afinada, mas lembra-te que isto é só o ponto de partida. Faz um teste nos trilhos, de preferência com muitos buracos e obstáculos. Se sentires o amortecedor a trabalhar muito ou a suspensão frontal a dar pulos sucessivos, suaviza o retorno ao girar o botão vermelho 1-3 cliques no sentido horário. Se sentires o amortecedor ou a suspensão frontal a ficar em baixo ou a não recuperar totalmente após embates sucessivos, acelera o retorno ao girar o botão vermelho 1-cliques no sentido anti-horário.

12. Após algumas voltas, verifica a tua configuração medindo a distância entre os anéis de vedação e o corpo do amortecedor ou a zona selada da suspensão. Após uma volta normal, a distância do anel de vedação deve ser ser igual às especificações do comprimento de curso do teu amortecedor ou ao curso da suspensão frontal. Se não estás a atingir a totalidade do curso, podes querer baixar a pressão PSI. Se o anel de vedação está a ir demasiado longe ou a deslizar do eixo do amortecedor, podes querer aumentar a pressão PSI.

13. Leva em consideração que as preferências individuais e o estilo de condução são fatores importantes para encontrar a melhor configuração de suspensão para cada um. Experimenta diferentes níveis de resistência (sag) e de retorno até encontrares a combinação que melhor se adequa à forma como andas na tua bicicleta de montanha.

Créditos: TREK BIKES